Pesca Sênior: Pai e filha participam da mesma competição

O Festival Internacional de Pesca Esportiva de Cáceres, traz emoções surpreendentes e situações que só o FIPe pode proporcionar.

Um das provas mais esperadas no evento, é a pesca sênior, uma modalidade de  pesca esportiva de barranco,   para homens e mulheres acima 60 anos  idade.

Este ano, uma cumplicidade que já dura quase 62 anos, marcou as areias da Praia do Daveron, na Baia de Cáceres e deixou pegadas no festival.

Osvaldo Ferreira da Rocha, com 91 anos e Almerinda Rocha Teotônio, 61 anos de idade, são muito mais que simples pescadores, eles são pai e filha.

Osvaldo, que em agosto completa 92 anos, integra o projeto social  da Prefeitura de Cáceres, de  fortalecimento e convivência da pessoa  idosa. Ele disse que a pesca faz parte de sua história de vida, pois pescava nos rios  lagoas  do município para produzir salgados e ajudar no sustento da família, comercializando os alimentos.

Já a sua filha Almerinda, confidencia que é uma grande emoção poder participar da prova ao lado do pai. “Estou muito feliz por poder dividir este momento com meu pai, pescar no FIPe”, enfatiza Almerinda.

Vale ressaltar que esta competição, atingiu no ano de 2017, a impressionante marca de 480 pescadores, o que garantiu a façanha de entrar para o livro dos recordes “Ranking Brasil”, como a maior competição do gênero no país.

O prefeito Francis Maris, disse que a atenção que sua administração vem dando ao idoso, proporciona a inclusão e acontecimentos como este, de pai  e filha viverem juntos a experiência de participarem da mesma prova de pesca. “É mais uma façanha positiva do nosso festival”, finaliza Francis.

 

Por: Esdras Crepaldi

 

Galeria :

Patrocinadores: