História

O Festival Internacional de Pesca (FIPe) foi criado há 39 anos por um grupo de pessoas que tinham em comum o amor pela pescaria e também a consciência de que era preciso chamar atenção de todos para a necessidade de se preservar o rio Paraguai e seus afluentes.

A primeira edição do evento aconteceu em 1980 com 42 competidores, todos do sexo masculino. No ano seguinte, a participação aumentou para 72 pescadores; em 1982, o número de inscrições cresceu para 246 e teve inicio a Prova Infanto-Juvenil. As mulheres só começaram a participar do campeonato de pesca em 1986, ainda de uma forma tímida: apenas 1,5% do total de inscritos. Em 1992, o FIPe garantiu o seu lugar de honra no Guinness Book – o livro dos recordes – como o maior festival de pesca embarcada em agua doce do mundo. Pioneiro entre todos os torneios do gênero em Mato Grosso, o campeonato cacerense fez escola e hoje e modelo de dezenas de eventos de pesca realizados no Estado.

O FIPe atrai equipes de pescadores internacionais e também as atenções de jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas dos principais órgãos de comunicações do país e exterior. Desde 1997, o sistema do pesque-e-solte é adotado pelo FIPe em todas as provas. Em 1998, a preocupação ambiental também levou a Coordenação do FIPe a adotar anzóis sem farpas em todas as modalidades de pesca. O festival é uma grande festa que atrai multidões e movimenta milhões de reais. Durante o evento acontecem shows de artistas regionais e nacionais, atividades recreativas e esportivas, oficinas de arte, Feira de Artesanato e Artes Plásticas, e a Feira Náutica.

Texto: Martha Baptista (adaptado)

O Maior Festival de Pesca Esportiva do Brasil (Release Histórico)

*CLAUDIONOR DUARTE CORRÊA

Cáceres, cidade histórica, nasceu à margem esquerda do Rio Paraguai, situada a 210 km da capital Cuiabá, o município é porta de entrada para uma das maiores reservas da Biosfera e do Patrimônio da Humanidade que é “O Pantanal Mato-grossense”.

Trata-se de um ecossistema extremamente rico. Aqui a natureza e bela, prodiga e ainda intocável.

Pela sua posição estratégica no Pantanal, Cáceres foi escolhida pelo Ministério do Turismo como um dos 65 destinos indutores do turismo no Brasil e reconhecida pelo IPHAN como Patrimônio Cultural do Brasil e também a Rota Turística Pantanal Andes e Pacífico.

A cada ano, Cáceres a Capital Nacional da Pesca Esportiva (Rank Brasil 2010), se prepara para receber de braços abertos com a hospitalidade de sempre, os visitantes, que desfrutam da melhor forma, a tradicional festa local, o Festival Internacional de Pesca Esportiva (FIPe), o maior evento de Pesca em água doce do mundo (Guinnes Book 1992), que neste ano, completa sua 37ª edição, que será realizado de 06 a 10 de junho/2018, propagando as belezas naturais, a hospitalidade, a gastronomia do povo pantaneiro e a Pesca Esportiva.

O FIPe, é um evento esportivo de cunho ecológico cultural que, visa difundir a sustentabilidade através das ações de inclusão social, tais como: Pesca artesanal - voltada as comunidades locais, resgatando a tradicional pesca com linhada de mão e canoa a remo (Maior do Brasil no Gênero Rank Brasil 2010), que reforça a iniciativa para preservar a cultura e a tradição do homem pantaneiro, tão bem representado pelas famílias ribeirinhas que contribuem para o grandeza do evento; A Maior Pesca Infanto juvenil do Brasil (Rank Brasil 2017); a maior pesca da terceira idade (Sênior); e está se preparando para 2018, com a primeira pescaria para pessoa com deficiência (PcD) - pescaria essa que ocorre na praia, e que proporciona a integração sócia esportiva que envolve crianças, jovens, adultos e idosos na preservação da Ictiofauna através do Pesca esportiva o pesque solte.

O ponto alto da Festa é a competição de Pesca Esportiva Embarcada Motorizada, que reúne um público estimado de 60 mil pessoas, para assistir a largada da competição, que é pura adrenalina. São centenas de embarcações navegando ao mesmo tempo com suas equipes. Entre os competidores, mais que fisgar um peixe de alta pontuação, é viver este momento único da integração entre pessoas de diferentes estados, países e culturas, consolidando assim, Cáceres destino de Pesca Esportiva.

As competições, tem dias e horários definidos na programação oficial, onde os competidores, concorrem a valiosos prêmios, além de inúmeras competições esportivas durante os cinco dias do evento, as noites com shows regionais e nacionais, espetáculos artísticos e culturais para todos os gostos, oficinas ambientais e palestras educacionais marcam a sustentabilidade do evento.

Toda a maquiagem cênica envolvida no FIPe, não teria fama se não fosse o cuidado com a infraestrutura voltada para o acolhimento e segurança dos visitantes; toda a festa, não seria um glamour se não houvesse a preocupação da Comissão Organizadora do FIPe, em se dedicar ao máximo para uma verdadeira integração entre povos e culturas. As várias edições do FIPe valorizaram a história, a cultura e a gastronomia deste povo hospitaleiro, estreitando a cada ano os laços de amizade com os visitantes, sendo estes, vindos das mais diferentes regiões, que se deslumbram com a riqueza da fauna e flora, do mais belo ecossistema do Brasil. Parte do sucesso e do brilho do FIPe, deve-se à exuberância do Pantanal, na qual, Cáceres, a Princesinha do Paraguai, detém 58,7% em seu território.

O FIPe, é muito mais do que um registro no livro dos recordes. É mais que uma simples prova de pesca. É a reunião de centenas de milhares de pessoas em uma celebração de vida e respeito à natureza. É um momento mágico de resgate da história e cultura cacerense. A realização deste mega evento, reúne um público de aproximadamente 200 mil pessoas circulantes (nos cinco dias do Evento). Os gastos em infraestrutura, shows e premiações são grandiosos, devido a grande estrutura necessária. E, isso só se torna possível, graças as parcerias e, sobretudo o apoio imprescindível do Governo Estadual e Federal, da iniciativa privada e Organizações governamentais e não governamentais.

Para o FIPe 2018, objetivamos atingir a excelência na realização do evento, juntamente com os patrocinadores, e toda a comunidade cacerense e, assim obter o merecido sucesso e a laboriosa recompensa de uma farta pescaria (pesque e solte) e um evento de sucesso!!.

*CLAUDIONOR DUARTE CORRÊA é Técnico da Secretaria de Turismo; Coordenador de Pesca do FIPe à 28 anos e Guia de turismo.

FIPe 2018 - 06 a 10 de Junho de 2018

Resultado aqui!

O Maior festival de pesca esportiva!

Em busca da maior e melhor premiação em torneios de pesca do Brasil.

400Embarcações

1200Participantes

4.500Crianças

5Dias de eventos

Quer saber mais? Entre em contato com nós no E-Mail

sicmatur@caceres.mt.gov.br

Patrocinadores: